O Departamento de Matemática da UFAM, ciente da grave crise de saúde pública, que pode redundar em efeitos negativos na economia, manifesta sua preocupação diante da notícia de que poderá ser implementada legislação que corte salários ou jornada de trabalho de cientistas que podem contribuir ativamente para o combate à epidemia. Em vez disso, mais efetivo seria as autoridades atuarem em conjunto com cientistas de universidades públicas para a elaboração de estudos que subsidiem suas decisões nas próximas semanas e meses. Além disso, poderiam fomentar a participação desses cientistas, entre outros, na conscientização da população brasileira sobre as medidas mais eficazes a serem executadas diante deste cenário de crise, que pode se alongar durante semanas, senão meses. 

Manaus, 24/03/2020